Motivos para procurar um quiropata e evitar dores na hora de dirigir

A postura e as horas atrás do volante causam diversos desconfortos.

É final de semana, você reúne a família e coloca toda dentro do seu Cobalt e segue rumo ao litoral. É uma viagem relativamente curta, cerca de pouco mais de  1 hora na direção e logo você estará a beira mar para aproveitar o tempo com os seus familiares. Essa é uma ilustração perfeita de um fim de semana feliz!

Alguns fatores nessa história podem interferir bastante nos momentos de relaxamento desse motorista que passou esse tempo atrás do volante. As horas prolongadas de direção estão causando nos condutores alguns tipos de dores que estão se tornando crônicas e causam muito incomodo.

A sobrecarga na região das vértebras e também da musculatura tendem a causar muitas dores. Caso o motorista não mude a sua postura quando está atrás do volante, a longo prazo, alguns problemas de saúde poderão ser gerados pela direção com postura incorreta.

Para você que que saber um pouco mais sobre qual a melhor postura na hora de dirigir, separamos algumas dicas importantes da necessidade de procurar a ajuda de um profissional quiropata para aliviar as dores e evitar problemas mais graves. Está preparado para se sentir melhor durante a direção? Então vamos começar!

 

Dicas para manter uma postura correta na direção

Você pega a Tabela Fipe e pesquisa qual o preço de um carro com o máximo conforto que caiba no seu bolso. Isso é uma maneira de minimizar os desconfortos na direção. Porém, algumas mudanças de postura na sua direção diária podem contribuir para evitar as dores e diminuir o cansaço na hora da direção.

 

  1. A inclinação do assento

Na hora de arrumar o assento do seu veículo procure deixar na posição de 100o ou 110o e deixei a cabeça apoiada no banco e sempre de um modo mais relaxado. Essa postura com menor grau de tensão evita que possam acontecer lesões dos músculos na região do pescoço e também das articulações que envolvem a coluna vertebral.

É sempre importante que na hora de entrar no carro o motorista faça o ajuste do encosto do banco de acordo com a sua altura, alinhando o banco com os ombros e a parte do apoio da cabeça precisa estar na linha dos olhos.

Essa posição merece atenção especial para evitar que a cabeça possa estar solta para fazer movimentos bruscos para frente e para trás, protegendo assim o pescoço de uma possível lesão grave em acidentes de colisão traseira.

 

  1. A coluna e o banco

Na hora de ajustar o encosto do banco faça isso de moto que a sua coluna fique bem encaixada no banco do carro para evitar que se movimente muito durante a direção. Quando mais fixa a coluna estive, menores são as chances de lesões em frenagens bruscas ou em caso de colisões.

 

  1. Apoie os pés

Utilize o assoalho do veículo para manter os calcanhares apoiados durante a direção já que isso irá prevenir uma sobrecarga na região das costas, que atinge principalmente a lombar. Na hora de ajustar os bancos, leve em consideração a posição dos joelhos. É preciso posicionar o banco de maneira que mesmo com o pé no fundo da embreagem, os dois joelhos ainda fiquem um pouco flexionados. É importante nunca esticar por completo as pernas durante a direção e, principalmente na hora da troca de marchas!

Uma dica muito importante para não causar uma sobrecarga na região da coluna lombar é manter os joelhos sempre no nível dos quadris ou então acima dele.

 

  1. Os braços levemente dobrados

Assim como os joelhos, os braços não podem fazer o movimento completo para ficarem esticados. É preciso que os membros fiquem parcialmente flexionados enquanto o motorista segura o volante.

Lembre-se de uma dica na hora de alcançar a posição correta: ao esticar os braços leve as mãos até o volante e perceba se eles estão na altura dos punhos. Assim você promove um alívio na musculatura do pescoço em caso de colisão de frente e evita lesões mais graves.

 

Por que procurar um profissional quiropata?

Você compra um veículo Ônix usado e mesmo fazendo um teste drive não percebe que a alavanca de ajuste da altura do banco está com problemas. Ao dirigir por horas no trânsito você começa a sentir fortes dores nas costas e precisa urgente melhorar isso. O profissional mais adequado para orientar como melhorar a sua postura diária e evitar essas dores é o quiropata. Mas afinal, quais são as razões que me levam a procurar esse atendimento?

 

Descobrir e aliviar as dores na sua essência

Os profissionais quiropatas tratam as dores na sua essência, no local onde elas estão aparecendo e, principalmente identificando o motivo da sua existência. Como muitas vezes as dores aparecem a partir de uma postura viciosa errada e de comportamentos não adequados, é preciso identificar e reparar quais são os danos que estão sendo causados ao corpo, como acontece quando os motoristas passaram horas no trânsito.

 

Prevenção de aparecimento de outras dores

Várias dores podem aparecer pela má postura ou associadas a comportamentos que tiram o corpo do estado natural, ou do que deveria ser natural. As pressões em vértebras e músculos são as maiores responsáveis por problemas de dores no corpo. Para prevenir o aparecimento de doenças é preciso trabalhar o corpo e a mente do paciente e, essa é uma especialidade do quiropata.

 

Redução do estresse

Um corpo em equilíbrio tende a ser mais relaxado e menos tenso, por isso, não sofre com dores e ansiedades que geram a rigidez. Com a adoção das técnicas da quiropraxia é possível tratar a depressão, ansiedade e manter o corpo preparado para a atividade, com isso ajudando a eliminar o stress.

 

Gostou deste artigo sobre os motivos para procurar um quiropata e evitar dores ao dirigir? Então que tal aproveitar a sua visita para compartilhar este post com os seus amigos usando as suas redes sociais? Afinal, quem não quer se livrar das dores ao dirigir?

Curta e compartilhe!